_MG_4187

Quando a nostalgia nos pega de surpresa!

Esses dias atrás fui pega de surpresa por um sentimento que á muito tempo não sentia, me senti nostálgica, com saudades de algo que eu não sabia o que era.

Talvez seja á vontade de colocar os pés na estrada, observar a vida de dentro de um ônibus, imaginar fotos em lugares maravilhosos, conversar com pessoas desconhecidas, ouvir histórias e se conectar com pessoas que talvez a gente nunca mais se vê!

Viajar é cansativo pra muitos, mas, sempre foi algo que me renovou demais, ir para um novo lugar explorar, fotografar e viver. Tem coisa melhor que essa sensação?! Tem sim que eu sei, mas por enquanto a nostalgia da estrada fala mais auto. A vida por aqui anda meio paradinha, faz tempo que eu não faço uma longa viagem, que eu não saio do meu casulinho e coloco meu olhar pra trabalhar fora da caixinha. É bom mudar de ares ás vezes, falo por experiência própria.

Enquanto eu não viajo, saio procurando novas aventuras e planejando novos roteiros, então se você é de uma cidadezinha distante e sempre quis ser retratada por mim, me manda uma mensagem (contatobrunaferreira@gmail.com ou por aqui) E vamos planejar teu ensaio maravilhoso <3

_MG_4569

Dúvidas sobre o primeiro ensaio! | DICAS DA BRU!

Olá, tudo bem com vocês? Estou meio sumidinha daqui, eu sei, mas, é por uma boa causa, estou colocando toda a minha energia na montagem do estúdio (um estúdio bem diferenciado, viu gurias), quem me segue no insta @brunaferreiraretratos, já está ligadinha no que está acontecendo! Então segue a gente por lá, estou te esperando 🙂

Outra dúvida muito recorrente das minhas futuras clientes, é o que fazer no seu primeiro ensaio. Muitas já vem com a ideia pré meditada de levar “referências” de poses, de fotos que sempre quiseram fazer, (sim, infelizmente isso acontece e muito), mas não é assim que meu trabalho funciona. Antes eu não ligava muito e deixava essas coisas passarem, mas, ultimamente tenho dando muito mais atenção a isso e dito NÃO!

Não por ser uma fotógrafa chata, mas, por querer que as pessoas respeitem meu trabalho. É muito legal ter referências, mas, é mais legal ainda ter um trabalho único, com o olhar da fotógrafa (vulgo eu), não uma cópia de um trabalho de outro fotógrafo. Por isso que quando alguém já me diz “É meu primeiro ensaio, não sei o que fazer, estava pensando em levar algumas fotos pra copiar as poses, o que você acha?!” Eu já digo Não!

Eu sempre estou conversando com as minhas retratadas na hora do ensaio, sempre trocando ideias com elas, perguntando sobre o momento que estão vivendo, o que tem feito ultimamente, seus sonhos, seus desejos, suas batalhas, suas lutas. Enfim, eu sempre estou deixando a retratada o mais confortável possível, quero que a experiência para ela seja única, que ela se conecte-se consigo mesma e tenha aquele momento para parar e respirar, a gente precisa disso constantemente na nossa vida.

Ás vezes para se sentirem mais confortáveis peço que montem uma playlist especiais para elas, para que elas se sintam inspiradas, leves e calmas. Outra coisa que me questionam muito no primeiro ensaio é sobre ser uma pessoa muito tímida ou nada fotogênica. Como eu disse anteriormente eu sou tão conversadeira que as retratadas sempre esquecem que estão sendo fotografadas e deixam o tempo fluir, aquele momento tão especial entre fotógrafa e retratada. A maioria das mulheres que eu retrato, são mulheres reais, com corpos reais, meu trabalho é baseado nisso. Nada de photoshop, nada de manipulações bizarras para emagrecer, aumentar seios e outras coisas que a gente está tão acostumadas á ver por aí.

Eu não tenho nada contra fotógrafos que trabalham dessa maneira, mas, é essa maneira que eu e o meu olhar trabalham, sempre captando a essência feminina, a alma de cada mulher, junto com sua personalidade única. Outra coisa que não permito mais nos meus ensaios, é levar uma segunda pessoa como acompanhante, pode ser amiga, irmã, prima, qualquer pessoa, eu não permito mais. Eu gosto que as gurias tenham um momento só delas, eu sei que a gente fica super tímida em ser retratadas de certa forma e principalmente não ter alguém conhecido pra nos passar a famosa “segurança”. Não se preocupem com isso, você se sentirá maravilhosa depois de perceber o quanto é lindo ter esse momento só seu!

Então é isso gurias, por hoje é só! Dúvidas é só me enviar por e-mail contatobrunaferreira@gmail.com. Pedidos de orçamento aqui.